A CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), realizou em parceria com a Prefeitura de Jales o agendamento obrigatório de 3.540 famílias interessadas em fazer as inscrições para o sorteio das 99 unidades habitacionais do Residencial Honório Amadeu. O agendamento foi realizado na terça-feira, 3, no Teatro Municipal de Jales.

Entre os dias 9 a 12 de abril, das 9h às 16h, também no Teatro Municipal, serão realizadas as inscrições das famílias que concorrerão por meio de sorteio a uma das unidades das casas populares. Foi enfatizado pela equipe da CDHU que a população deve ficar alerta para a data e horário da sua inscrição, pois não será permitido o atendimento fora do horário agendado.

Apenas quem comprovarou atender aos pré-requisitos receberam senha com data e horário para a efetivação da inscrição, além de uma lista de documentos obrigatórios que deverão apresentar no dia, que incluem RG, CPF, Carteira de Trabalho do marido, esposa ou companheiro (a), comprovante de residência com endereço completo, comprovante do tempo de moradia ou trabalho no município (últimos 05 anos), comprovante de despesas (que podem ser contas de água, luz, telefone, boleto ou recibo de pagamento de aluguel, carnês de lojas de móveis, eletrodomésticos ou roupas, valores referentes a financiamento de veículo ou empréstimo de banco) e CEP para correspondência.

Em uma rápida entrevista, foi realizada uma triagem, na qual somente vão poder participar das inscrições as pessoas que possuem uma família constituída ou que vivem sozinhos desde que tenham mais de 30 anos, que residam ou que trabalham em Jales há pelo menos cinco anos, que tenham renda familiar de 1 a 10 salários mínimos, que não sejam proprietários de imóveis e que não tenham sido atendidos anteriormente por programas habitacionais. Policiais devem trabalhar na cidade e idosos devem comprovar idade mínima de 60 anos. Será válida apenas uma inscrição por família. O edital com os critérios e condições também pode ser consultado no site www.jales.sp.gov.br.

Devanir Benedito, morador na Vila Aparecida, realizou o agendamento obrigatório e disse que ficou muito feliz com o atendimento recebido. "Pago aluguel de uma casa e estou em uma situação difícil, mas hoje fui muito bem recebido e atendido por pessoas maravilhosas, fiquei muito grato à Prefeitura e à CDHU que abriram inscrições e estou pedindo a Deus que eu consiga ser sorteado e realize o sonho de ter a minha casinha".

O mesmo foi relatado pela jalesense Tereza Pereira de Souza. "Fui muito bem atendida, fiz meu agendamento e torço muito para que dê tudo certo e eu esteja entre os 99 sorteados. Na verdade eu já queria estar morando lá". Israel Francisco de Paula e a companheira Dandrea Cristina da Silva participaram do agendamento e foram marcados para retornar no dia 12. "Hoje foi muito organizado, todos foram muito bem atendidos, o processo foi muito simples, estamos muito satisfeitos. Optei por chegar aqui meia noite só tenho a agradecer todo o atendimento que nós recebemos, com muita educação e respeito. Nossa expectativa de sermos sorteados é grande, acabamos de ter um bebê e temos outras duas filhas. Pedimos a Deus e se for da permissão Dele, vai dar tudo certo e que todas as pessoas que precisam consigam suas casas. Nosso sonho maior é a nossa casa própria. Ficamos muito contentes por essa realização da Prefeitura e da CDHU".

O prefeito Flávio Prandi Franco, o Flá ressaltou que depois de efetuada as inscrições, será realizado o sorteio público que definirá os titulares e os suplentes para aquisição das moradias. "Ao longo do tempo nós vamos dando as informações para as pessoas de quando ocorrerá o sorteio. É evidente que eu gostaria de entregar uma casa a cada família inscrita, que sonha com a casa própria. Em breve teremos outras 94 casas do Jardim Tropical e as 402 do Nova Jales II, ambas do programa Minha Casa Minha Vida, além dos empreendimentos que estão sendo licitados. Nossa luta será constante para poder dar a chance para que os moradores da nossa cidade saiam do aluguel", finalizou o prefeito Flá.

Do total de moradias, 7% serão destinadas a pessoas com deficiência, 5% a idosos e 4% a policiais civis, militares ou agentes penitenciários. As demais unidades serão sorteadas entre a população em geral inscrita, depois de calculadas e subtraídas às unidades destinadas a pessoas que moram sozinhas (3% dos inscritos como indivíduos sós, limitado a 3% do número de moradias).

Recomendadas para você