A Prefeitura de Fernandópolis, através da Secretaria Municipal do Meio Ambiente - em parceria com a Secretaria de Educação e a Sabesp – realiza um trabalho para a coleta de óleo de cozinha saturado (já utilizado). Além da arrecadação do produto, a campanha orienta a população sobre o descarte correto.

É de extrema importância reciclar o óleo de cozinha, pois a capacidade poluente da substância é muito alta, o descarte do óleo não deve ser feito no ralo da pia, no vaso sanitário e nem com o lixo orgânico, pois esses destinos incorretos levam à contaminação dos mananciais aquáticos, do solo e da atmosfera. Para evitar problemas é só adotar uma postura mais consciente, evitando usar óleo desnecessariamente e coletando o mesmo para a reciclagem.

Para participar, o ideal é colocar o óleo usado em uma garrafa de plástico transparente e entregar em uma das escolas que são postos de coleta na cidade: CEMEI Albertina Roza de Souza Garcia; CEMEI Ângelo Finito; CEMEI João Pereira Zequinha; CEMEI José Zantedeschi; CEMEI Wilson Ferraz; EMEF Cel. Francisco Arnaldo da Silva; EMEF João Garcia Andreo; EMEF José Gaspar Ruas.

A Secretaria de Meio Ambiente, que também é um ponto de coleta, faz o recolhimento mensal do óleo arrecadado e posteriormente repassa o material para a ACARF (Associação dos Catadores de Recicláveis de Fernandópolis).
A reciclagem do óleo de cozinha usado pode produzir sabão, biodiesel, tintas e outros produtos, além de diminuir a poluição ao meio ambiente.

Orientações sobre o descarte do óleo de cozinha usado
Deixe o óleo esfriar
Não misture com água
Não precisa coar
Coloque em uma garrafa pet
Mantenha longe do fogo
Mantenha fora do alcance de crianças e animais

Recomendadas para você