Na noite do dia 07/05, foi realizada no Laboratório de Simulação de Procedimentos de Enfermagem da FEF a campanha de cadastramento de medula óssea, a qual aconteceu pela terceira vez na faculdade. Após o indivíduo ser cadastrado no Redome - Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula óssea, é feito a coleta de 5ml de sangue do mesmo, e pronto, essa pessoa já passa a ser uma possível doadora.

A medula óssea é a matriz do sangue, ela contém as células mãe que dão origem aos glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. A medula se localiza na parte interna dos ossos, conhecida como tutano. Pacientes portadores de doenças que comprometem a produção do sangue pela medula, como leucemias e aplasia de medula óssea, além de crianças com determinadas doenças genéticas necessitam de doações.

O procedimento foi realizado através do projeto Seja um Herói – Salve Vidas, apresentado aos alunos e funcionários da FEF por meio de duas palestras ministradas pelo fundador Claudio José dos Santos Azevedo nos dias 2 e 3, juntamente com o Hemocentro de Fernandópolis.

O estudante de matemática, Alex Ribeiro, disse ter ficado  muito comovido com a história do projeto, foi então que resolveu se cadastrar. “Não conhecia esse mundo de espera da medula. Fiquei muito impressionado com o depoimento do palestrante e a realidade vivida com seu filho. Saindo da palestra me vieram pensamentos da possibilidade de viver essa mesma experiência com alguém da minha família, foi aí que decidi colaborar, ser um possível doador”, disse emocionado.

O Projeto

O projeto Seja um Herói - Salve Vidas foi criado por  Claudio José dos Santos Azevedo, pai de João Pedro Azevedo, que entre os anos 2009 e 2015 lutou contra a Leucemia. Na luta com o filho, em 2012, Claudio teve a ideia de iniciar campanhas solicitando o auxílio de doadores, sendo a primeira realizada em fevereiro de 2013, foi aí que as ações do projeto se iniciaram. Infelizmente João Pedro faleceu em  2015, mas o pai continua com a realização de campanhas em toda a região.

De acordo com o REDOME, a doação de medula óssea pode ser aparentada ou não aparentada, isto é, o doador pode ser da própria família como um irmão ou um dos pais, mas em caso de não haver compatibilidade familiar,  inicia-se a busca de um possível doador compatível. As chances são em média, de 1 em cada 100 mil pessoas. 

Quer saber mais sobre o projeto? É só acessar o site: www.sejaumheroi.com.br

Recomendadas para você