Economia

Pela primeira vez, brasileiros comprarão mais pela Internet



Em quase todo o país, muitos Shopping Centers estão vazios: vendedores parados, inúmeras lojas de grandes marcas fechadas e muito medo da nova doença.

O novo normal, que começou em março estendeu-se durante todo o ano, está levando o consumidor brasileiro a mudar profundamente os seus hábitos e, pela primeira vez, um Natal terá mais compras por e-commerce do que por lojas físicas.

Outro dado curioso é que, depois das lojas virtuais, que somam 31,94% das intenções de compra, aplicativos de lojas e marcas estejam em segundo lugar, com 22,53% das respostas.

Ambos os canais online totalizam, juntos, 54,47% das intenções neste Natal, reforçando a importância da internet.

As lojas de Shopping Centers e comércio de rua só depois aparecem em seguida com, respectivamente, 19,25% e 18,77% das intenções de compra.

RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba gratuitamente uma seleção com as principais notícias do dia.


Mais sobre Economia